• (11) 3466.5015
  • contato@lmtelecom.com.br

MinC e Ancine anunciam R$ 471 milhões para audiovisual

Fonte: Teresa Levin Meio e Mensagem

Foto - MinC e Ancine anunciam R$ 471 milhões para audiovisual

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Nacional do Cinema (Ancine) anunciaram um investimento de R$ 471 milhões em projetos de cinema e televisão. A verba é parte do programa #audiovisualgerafuturo que teve sua segunda etapa divulgada nesta segunda-feira (12), no Rio de Janeiro. As novas chamadas públicas trazem mudanças relevantes nas operações do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) geridas pela Ancine, buscando mais agilidade e transparência aos processos. Confira trechos da entrevista concedida pelo diretor-presidente da Ancine Christian de Castro ao Meio & Mensagem sobre o anúncio feito nesta manhã e os planos para sua gestão:

Desburocratização
“Vamos desburocratizar, investir mais dinheiro e mais rápido, também aumentando o ticket médio de investimento possível por projeto. A média de investimento em um longa-metragem do Fundo do Setor Audiovisual (FSA) era de R$ 3 milhões e vamos para um potencial de R$ 6 milhões por projeto. Além disso, tenho menor participação nas receitas do projeto na largada, na receita líquida do produto com investimento em produção, mas abrindo espaço para um investimento mais robusto na comercialização dos projetos em sua entrada no mercado”, fala. ”

Mais investimentos
“Nossa meta é trazer mais recursos para dentro do jogo. Vemos a entrada de marcas no conteúdo, o tradicional 30 segundos sendo diversificado na comunicação, indo para múltiplas plataformas. Sentimos em conversas que as marcas teriam potencial de conversar bem com o audiovisual, até com um maior investimento, se casar com sua estratégia de comunicação. Queremos trazer o setor privado para dentro do jogo da produção de conteúdo de maneira mais decisiva, jogando de maneira mais fluida. Para isso é fundamental a previsibilidade.”

Mais verba por projeto
“Aumentando o potencial valor de produção dos projetos, abrimos espaço para uma diversidade maior da produção. Começamos a ter a possibilidade de ter filmes com maior valor de produção de outros gêneros, além da comédia, que hoje é muito dominante no cinema mais competitivo, de mercado. Passamos a ter potencial de thrillers, suspense, policiais, filmes de gênero, terror, de época, fixação científica estilo Black Mirror, em que você tem efeito especial e direção de arte mais trabalhada e que envolve um maior valor de produção.  Podemos ter filmes com maior valor agregado ao valor de produção, com maior competitividade não só local, mas também internacional.”

Outras Publicações

 A SET EXPO SE TRANSFORMA EM SET EXPERIENCE EM UM EVENTO DIGITAL AINDA MAIOR

A SET realiza a  SET eXPerience nos dias 1, 2 e 3 de dezembro, um evento online que substituirá, neste momento de pandemia, o tradicional SET EXPO. O evento c...

Leia +
Anatel divulga nova regulação que fortalece a radiodifusão no Brasil

No evento online realizado para apresentação da nova regulação, o presidente substituto da Agência, Emmanoel Campelo, afirmou que “os r...

Leia +
AESP Talks Encontro de Profissionais

A AESP Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do estado de São Paulo realizará no dia 13 de julho nesta segunda-feira às...

Leia +
Radiodifusão: Decreto desburocratiza licenciamento de emissoras de Rádio e TV

As principais alterações alteram a etapa de licenciamento, necessária para que as estações de rádio e TV entrem em operaç&atild...

Leia +
COVID-19  Anatel e telecom firmam compromisso para manter Brasil conectado

  O setor de telecomunicações é fundamental para que o Brasil supere a pandemia do coronavírus e reafir...

Leia +
Contato

R. São Carlos do Pinhal 696 - Bela Vista São Paulo - SP

11 3466-5022

contato@lmtelecom.com.br

Criado e desenvolvido por Agência Hauze