• (11) 3466.5015
  • contato@lmtelecom.com.br

Radiodifusores buscam apoio das prefeituras para digitalizar o Brasil profundo

Fonte: TV Digital Tela Viva

Foto - Radiodifusores buscam apoio das prefeituras para digitalizar o Brasil profundo

A Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) está preparando uma cartilha para as prefeituras, do chamado "Brasil profundo" para explicar o processo de digitalização dos sinais de televisão. A ideia é atrair os municípios para ajudar a levar a TV digital às cerca de 4 mil localidades de menor parte. "As prefeituras precisam entender que não há problema em apoiar essas iniciativas. Em muitas localidades a TV é a única fonte de notícias e de entretenimento. Isso deve ser levado em conta", disse Camila Cintra, supervisora executiva da área de projetos de transmissão da TV Globo, líder do grupo de compartilhamento de infraestrutura da Abert e membro do grupo de discussão sobre o tema do Fórum SBTVD. Cintra participou de debate nesta segunda, 26, durante o SET Expo 2019, sobre o compartilhamento de infraestrutura de transmissão terrestre como o caminho para a digitalização do Brasil profundo, especialmente por meio de formação de parcerias e desenvolvimento de soluções inovadoras.

O compartilhamento de infraestrutura foi a forma encontrada no setor para chegar aos pequenos municípios onde hoje existe cobertura analógica. A proposta começou a ser aventada há cerca de dois anos.

No cenário atual, as grandes cidades já entregaram à população a transformação da TV analógica para a digital. Mas uma grande parte das estações – aproximadamente 4 mil, localizadas principalmente em pequenos municípios – passarão por este processo apenas em 2023.

Alberto Leonardo Penteado Botelho, engenheiro de projetos na LM Telecomunicações (consultoria especializada em radiodifusão), apontou algumas dificuldades desse processo: "No Brasil profundo, ainda há muita desconfiança por parte das prefeituras em investir em empresas privadas, especialmente nessa situação de descapitalização das mesmas. Ainda assim, elas têm cooperado, disponibilizando espaço, abrigo e torre. Trabalhar lado a lado das prefeituras é um ótimo caminho. Mas ainda é bastante necessário adotar um novo modelo de negócio". O executivo continua: "Nossa expectativa nesses municípios é apostar em características de propagação que possibilitem a simplificação dos sistemas, com torres e abrigos de baixo custo e redução de potência, que já permitem a cobertura de uma área bem grande".

A representante da Abert no painel, em unanimidade com os demais palestrantes, concluiu que o compartilhamento é o caminho, pois além de permitir a chegada ao objetivo final, que é a digitalização do Brasil profundo, isso é feito com economia de tempo e de custos. Para ela, o próximo passo é uma mobilização regional do setor, isto é, com a união de emissoras regionais em grupos menores. "Essas emissoras regionais devem engajar e chamar outras emissoras. A Abert entra como apoiadora, mas agora é o momento dessas empresas colocarem a mão na massa", ressaltou.

Outras Publicações

9º Encontro Virtual do Comitê Jurídico 2021

Nesta terça-feira, dia 30 de novembro de 2021 acontecerá o 9º Encontro Virtual do Comitê Jurídico 2021 com o tema: Oportunidades para recuperar ...

Leia +
7º ENCONTRO VIRTUAL DO COMITÊ JURÍDICO 2021

Nesta terça-feira, dia 19 de outubro de 2021 acontecerá o 7º Encontro Virtual do Comitê Jurídico 2021 com o tema: Sociedade da Informaç&a...

Leia +
5º Encontro Virtual do Comitê Jurídico de 2021

Nesta terça-feira, dia 13/07 das 11h às 12h acontecerá o 5º Encontro Virtual do Comitê Jurídico de 2021. O encontro é organizado p...

Leia +
4º ENCONTRO VIRTUAL DO COMITÊ JURÍDICO DE 2021

Dando continuidade ao tema LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados.  O 4º Encontro será semelhante ao anterior de forma virtual conforme os cuida...

Leia +
Contato

R. São Carlos do Pinhal 696 - Bela Vista São Paulo - SP

11 3466-5022

contato@lmtelecom.com.br

By